Novo acesso ao Porto de Santos é proposto

Um projeto que busca um novo acesso para desafogar os acessos à Baixada Santista e, especialmente, ao Porto de Santos, é preparado por uma construtora que participou do projeto do Rodoanel.

Criado pela Contern Construções e batizado de Via Mar, o projeto contempla uma rodovia, soluções modais e plataformas para alavancar uma nova dinâmica no sistema viário e no fluxo de cargas que entra e sai do Porto.

“A carga está descendo pela Anchieta. Continua o acesso ao Porto de Santos sendo feito por uma rodovia que foi projetada em 1943. Pelo amor de Deus. O Porto, naquela época, recebia caminhão de saca de café. Agora, é contêiner, é tudo”, comentou Wagner Leite Ferreira, ex-professor da Unesp, consultor da Contern nas áreas de conceito do eixo rodoviário, plataformas logísticas e de intermodal.

De acordo com a proposta, a primeira fase contempla a rodovia, que terá uma extensão de 36 quilômetros e ligará Suzano, a partir do Rodoanel Leste, até Santos. O trajeto inclui um trecho principal de túnel contínuo, com extensão entre 21 e 23 quilômetros no meio do parque estadual da Serra do Mar.

O trajeto parte de uma interligação onde se localizam o trecho leste do Rodoanel Mario Covas, a Estrada dos Fernandes e a Rodovia Índio Tibiriçá. Na Baixada Santista, ela cruzará a Rodovia Cônego DomEnico Rangoni, próximo ao acesso à Ilha Barnabé, e seguirá ao nível do solo até entrar em um túnel submerso que atravessará o canal do Porto e fará a ligação com a avenida portuária. A nova rodovia contará com 2 pistas de 3 faixas de trânsito por sentido e velocidade diretriz de 120 km/h. A expectativa é de que 15 mil caminhões/dia passem pela rodovia.

Leia a noticia completa em Diário do Litoral